Utentes

Sucesso escolar: o check-up da saúde

Cláudia Pinto



Vacinas em dia e alimentação saudável


Entre os cinco e os seis anos de idade, as crianças devem fazer, no centro de saúde da sua área de referência, os reforços das seguintes vacinas: VIP - 4.ª dose (poliomielite), DTPa - 5.ª dose (difteria, tétano, tosse convulsa) e VASPR - 2.ª dose (sarampo, parotidite, rubéola).


Um dos aspectos mais importantes para que o dia passado na escola seja enérgico é um pequeno-almoço saudável e rico em vitaminas e fibras. "Só assim, a criança conseguirá ter energia para enfrentar as responsabilidades escolares depois de uma noite inteira sem se alimentar. O pequeno-almoço torna-se a refeição mais importante do dia, pelo que se lhe deve dar especial atenção", explica Armando Fernandes.


Para uma boa refeição, nada melhor do que leite com cereais ou uma sanduíche, um sumo ou iogurte natural e uma peça de fruta.


 


Mochilas sobrecarregadas


Hoje em dia, as crianças desenvolvem problemas de coluna ou de postura precocemente. Muito por culpa da quantidade de material exigido e do peso que transportam consigo nas suas mochilas. Este é um dos principais aspectos a ter em conta neste regresso escolar. Mais do que adquirir a mochila com o herói da banda desenhada preferido do seu filho, há que ter em cuidado com o que é colocado dentro da mesma. Armando Fernandes diz-nos que, para evitar os problemas relativos à sobrecarga e as dores nas costas, "as mochilas devem ser transportadas nos dois ombros, de forma a repartir o peso, e não devem pesar mais do que 10% do peso corporal da criança".


Como alternativa, as malas com rodinhas podem ser úteis, "desde que apresentem uma pega regulável em altura, de modo a que a criança não tenha de torcer o corpo para puxá-la". É também importante que os pais estimulem as crianças a empurrar estas malas (em vez de puxá-las), nos locais onde isso seja possível.


 


Rotinas para um sono tranquilo e retemperador


Por volta dos seis anos de idade, as crianças devem dormir em média 11 horas por dia. Aos 12 anos, o tempo médio é de 9 horas por dia. Como rotinas de sono, Armando Fernandes, sugere:


- Determine a que hora que quer que o seu filho vá para a cama (que deverá ser a mesma durante toda a semana) e crie um ritual para marcar o momento. Por exemplo, tomar banho, vestir o pijama ou outra roupa, jantar, escovar os dentes, etc.


- Nessas ocasiões, procure tornar o ambiente calmo, escuro e confortável (nem excessivamente quente nem excessivamente frio) e evite deixar a criança agitada por estímulos, como brincadeiras ou cócegas.


[Continua na página seguinte]









Nota: Os Médicos têm que fazer login para pesquisar informação restrita.