Utentes

Novo tratamento para a Psoríase do Couro Cabeludo garante maior qualidade de vida para o doente

Carla Rodrigues



Novo tratamento para a Psoríase do Couro Cabeludo garante maior qualidade de vida para o doente

Nos próximos anos, prevê-se que a população psoriásica cresça ao mesmo ritmo que a população em geral. A população portuguesa passará para 10,7 milhões em 2010, sendo possível estimar que o total de doentes com Psoríase a procurar tratamento seja de 192.600, em 2010, entre os quais 152.154 apresentarão envolvimento do couro cabeludo.



De acordo com o Dr. Rui Tavares-Bello, médico dermatologista do Hospital Militar de Belém e da Cruz Vermelha Portuguesa, "a Psoríase é uma doença cutânea de evolução crónica, com surtos de intensidade variável intervalados por períodos de remissão. Pode ser responsável, em número significativo de doentes, por distúrbios emocionais. A Psoríase do Couro Cabeludo - ao contrário de outras zonas do corpo camufladas pelo vestuário - corresponde à localização que mais penaliza estes doentes, por ser uma área exposta e normalmente investida de forte carga estética e simbólica".


 


Sobre a Psoríase do Couro Cabeludo


A Psoríase do couro cabeludo é uma das formas de manifestação da Psoríase mais frequentes, podendo surgir em qualquer idade como manifestação inaugural e, também, na sequência de outras apresentações da doença.


Geralmente, apresenta-se como grandes placas espessas que atingem sobretudo a nuca, a linha do cabelo, atrás das orelhas e dos lóbulos.
A Psoríase do couro cabeludo, como todas as formas de Psoríase, não é contagiosa. Além da "caspa" (dermite seborreica), a Psoríase do couro cabeludo deve distinguir-se de outras situações como as tinhas (micoses) do couro cabeludo e a dermatite atópica (estas duas muito mais frequentes nas crianças).


As causas da Psoríase não estão totalmente esclarecidas, mas é ponto assente que certos factores podem agravá-la. Entre os mais importantes estão o cansaço, a tensão emocional, alguns fármacos e infecções, o consumo de álcool e de tabaco.


Daí que parte importante da eficácia terapêutica passe por modificações do estilo de vida do paciente e pela adesão a rotinas adequadas de tratamento e cuidados de higiene capilar.









Nota: Os Médicos têm que fazer login para pesquisar informação restrita.