Utentes

Cuidados com pessoas acamadas



A alimentação do acamado


A prática de uma alimentação variada e equilibrada é indispensável, rica em frutas, legumes e vegetais frescos, todos os alimentos com fibra são importantes. À semelhança de qualquer regime alimentar correcto, o acamado deve comer várias vezes ao longo do dia, pouco de cada vez e variando os alimentos. De igual modo, deve comer com moderação as gorduras, o seu regime alimentar deve também ser moderado quanto ao consumo de açúcar e sal.


Sempre que possível, o doente deve comer sentado, à mesa na companhia de outras pessoas. Os alimentos devem ser dados lentamente e em pequenas quantidades de cada vez e, diariamente, a pessoa acamada deve ingerir cerca de 1,5 L água, salvo indicação médica em contrário.


Casos há em que o acamado, devido à sua doença, apenas pode ser alimentado com sonda gástrica. Um profissional de saúde será o responsável por dar estas instruções: os alimentos devem ser triturados; a preparação destas refeições deve utilizar uma grande variedade de alimentos; a temperatura é importante para evitar queimaduras; há um conjunto de cuidados a seguir durante a alimentação, como é o caso de aspirar o conteúdo gástrico com o auxílio da seringa, por exemplo.


 


Cuidados na toma de medicamentos


Os medicamentos adequados ao tratamento do acamado devem ser tomados com a regularidade habitual. Quando o acamado não consegue deglutir comprimidos, devem-se preferir medicamentos em solução ou suspensão.


Dado que nem todos os comprimidos ou cápsulas se podem ministrar com a água para serem mais facilmente tomados, convém que o cuidador não tome nenhuma iniciativa sem falar primeiro com o médico ou farmacêutico. Aliás, há medicamentos que se alteram ao serem colocados em água, ou se forem partidos ou triturados.


Sempre que possível, deve fazer-se um esforço para que o doente fique na posição de sentado (inclinado) no momento na toma dos medicamentos e se mantenha assim por 15 minutos ou meia hora. Este cuidado tem a ver com o facto de que alguns medicamentos poderem ficar retidos no esófago e aí ocasionar úlceras graves.


 


Recorra ao aconselhamento farmacêutico


O farmacêutico e a sua equipa estão à sua disposição para o ajudar a obter os melhores resultados nos cuidados ao acamado, recorrendo a dispositivos, materiais e produtos (pense na higiene oral, por exemplo) que garantam segurança, tanto para o acamado como para o cuidador.


Igualmente, o farmacêutico o aconselhará na prevenção das escaras, indicando, caso a caso, os melhores produtos para cuidar da pele e a estratégia para prevenir o aparecimento destas feridas. No tocante à administração correcta de medicamentos, conte com o aconselhamento do seu farmacêutico para evitar enganos em termos de dosagem e horários de toma, utilizando por exemplo, caixas de distribuição de comprimidos; e sempre que tenha dúvidas sobre a alimentação do acamado ao seu cuidado, peça informações a este profissional de saúde.









Nota: Os Médicos têm que fazer login para pesquisar informação restrita.